Abrasua conta

Pitaia Notícias

imagem-destaque

O Bitcoin já é uma realidade. Com seu mercado consolidado, todo mundo já ouviu falar da moeda virtual que veio para revolucionar a maneira como lidamos com operações bancárias, mas será que todo mundo entende como essa moeda transita e como funciona a tecnologia que possibilita sua existência?

Apesar de ser um ativo exclusivamente digital, o bitcoin depende de uma grande cadeia tecnológica e de uma grande comunidade para existir. Explicaremos hoje um pouco sobre como funciona a tecnologia primordial das criptomoedas: a blockchain.

O que é blockchain?

Primeiro, devemos entender exatamente o que é blockchain. As transações feitas em bitcoin, bem como as feitas em dinheiro físico, devem ser ser registradas em uma espécie de livro-razão, como os livros contábeis que conhecemos. Pois bem, este livro-razão digital chama-se blockchain.

Em blockchain, cada uma dessas transações é registrada em um bloco. Cada um desses blocos têm em si, além das informações sobre a transação — como nome dos envolvidos e quantia –, um registro de data, hora e uma assinatura, chamada hash.

Tal qual nos livros físicos, essas informações são validadas neste ambiente por uma comunidade, que conhecemos como mineradores: pessoas que emprestam voluntariamente a sua força computacional para a manutenção dessa rede e, em troca, são compensados com frações de criptomoedas. Entre as mais comuns, o bitcoin.

Os mineradores registram e validam a legitimidade dessas informações através de um consenso comunitário. Ou seja, para que um bloco seja registrado oficialmente, é preciso que 50%+1 de mineradores concordem com sua autenticidade.

Pois bem. Uma vez que um bloco é registrado, ele precisa se integrar ao restante do livro – ou da rede de informações blockchain. Esses blocos se conectam aos blocos anteriores através de suas hashs, que funcionam como uma espécie de impressão digital codificada. A cada 10 minutos, aproximadamente, essa rede se atualiza conectando mais e mais blocos ao conjunto. Incrível, não?

Blockchain é seguro?

Por ser uma cadeia de informações pública e acessível a todos, a transparência é uma das maiores qualidade desta tecnologia. Mas isso não significa que qualquer pessoa pode ter acesso às informações sobre as suas transações: esses dados são todos criptografados, ou seja, só podem ser vistos pelo destinatário correto.

Por cada um desses registros necessitarem de uma grande rede de aprovação para serem permanentemente guardados, a segurança é um dos maiores atrativos dessa tecnologia.

Além disso, as transações ali incluídas são imutáveis. Isso significa que não há a possibilidade de arrependimento. Uma vez que uma transação foi registrada no grande livro, ela não pode ser apagada.

O blockchain é, hoje, uma das tecnologias de armazenamento de informações mais seguras que existe, e por isso muitos entusiastas acreditam que seu uso não estará sempre restrito às operações de moedas virtuais.

Conheça as soluções financeiras com blockchain do Pitaia Bank, o seu banco digital!

Compartilhe esta publicação:

Últimas postagens

placeholder-destaques-blog.png
O que é um banco digital? Os bancos digitais são seguros? Banco digital oferece cartão de débito? Essas e outras questões são cada vez mais recorrentes por um motivo: o crescimento exponencial dos bancos digitais no Brasil e do número de clientes que estão migrando das instituições tradici...
icone-relogio.png 7 meses icone-tag.png ,
placeholder-destaques-blog.png
Há muita dúvida e confusão sobre quando, efetivamente, originou-se o bitcoin e a história das criptomoedas. Por ser um ativo digital que surgiu através de uma ideia, o que podemos sinalizar são alguns marcos que foram importantes para o início de seu desenvolvimento. Mas antes de entendermos ...
icone-relogio.png 7 meses icone-tag.png ,
placeholder-destaques-blog.png
O Bitcoin já é uma realidade. Com seu mercado consolidado, todo mundo já ouviu falar da moeda virtual que veio para revolucionar a maneira como lidamos com operações bancárias, mas será que todo mundo entende como essa moeda transita e como funciona a tecnologia que possibilita sua existênci...